sexta-feira, 9 de outubro de 2015

ALFABETIZAR COM RÓTULOS E EMBALAGENS


Os rótulos e embalagens são portadores de textos que cumprem a função de informar, veiculando textos escritos curtos com imagens. Ser capaz de compreender esses textos é fundamental para o exercício da cidadania e, se bem trabalhados na alfabetização podem trazer contribuições importantes também para os avanços dos alunos no processo de aquisição da leitura e escrita. Sendo assim, essa coleção é composta por 15 aulas que têm por objetivo agrupar conteúdos sobre esse gênero textual, bem como apresentar as contribuições que o gênero oferece ao desenvolvimento cognitivo e social. As 3 primeiras aulas introduzem o trabalho com rótulos através de atividades que exploram a embalagem retirando as informações nela contidas. A aula 4 explica as principais diferenças entre rótulo e logotipo e a função de cada um. A aula 5 apresenta atividades que envolvem a leitura e a escrita a partir do trabalho com os rótulos e o alfabeto, utilizando também a informática para realizar jogos com marcas e rótulos. A coleção apresenta das aulas 6 a 11 diversas maneiras de trabalhar o gênero na sala de aula como produção textual, função dos rótulos, lista de produtos a partir de encartes e classificação dos mesmos quanto a sua utilidade. Com as aulas de 11 a 15 o aluno poderá ampliar seus conhecimentos sobre o gênero sendo incentivado a criar rótulos, embalagens, logotipos e elaborar propagandas a partir dos produtos criados.

Paulo Freire já dizia que a leitura do mundo precede a leitura da palavra, sendo assim, é importante valorizar os conhecimentos e experiências de vida dos alunos. Quando o ato educativo parte dos conhecimentos prévios dos estudantes e os estimula, passa a ter sentido real na vida deles.
Neste mundo capitalista, onde as pessoas são cada vez mais consumistas, os produtos industrializados ganham espaço nos  armários, e as crianças veem desde pequenas latas, caixinhas potes e embalagens diversas ao seu redor. Aprendem a reconhecer e identificar os produtos mais utilizados em casa, e até mesmo alguns logotipos e marcas, conforme lhe são apresentadas.
Na escola, se o(a) professor(a) perguntar o que mais gostam de beber, poderá ouvir: água, leite, refrigerante, café, suco, achocolatado, vitamina e etc. Mas é mais comum se ouvir: Coca, Pepsi, Fanta Laranja, leite Ninho, Guaraviton, Todinho, Nescau e outros. Eles chamam os produtos pelas marcas e as identificam, seja pelo desenho, pelo cor ou pelas letras do rótulo.
A quantidade de marcas de produtos industrializados reconhecidas pelas crianças pode assustar os nutricionistas, mas na escola este conhecimento pode ser um aliado na educação.  A partir dos rótulos de produtos é possível se alfabetizar, praticar a matemática, estudar geografia, fazer arte, produzir música, aprender culinária e até mesmo obter orientações alimentares. Ou seja, a partir de produtos concretos, com os quais os alunos têm acesso, é possível realizar atividades intra e interdisciplinares. Veja:

Linguagem oral e escrita

Através da leitura de rótulos é possível comparar letras, sílabas e palavras, com o próprio nome, com o nome do amigo ou com outras palavras. Pode ser estimuladas trocas de sílabas das palavras do rótulo e produção de textos com  palavras-chaves.




Matemática

Outra proposta de atividade a ser desenvolvida com rótulos é a brincadeira de mercadinho, onde as crianças podem comprar, vender ou trocar os produtos, e assim aprender sobre moedas, notas e operações matemáticas. Com os rótulos também é possível fazer jogos, como quebra-cabeças e jogos de memória.

Natureza e sociedade
Trabalhos com rótulos e embalagens podem estimular o estudo sobre o sistema capitalista, industrialização, economia , globalização, consumo sustentável, reciclagem e meio ambiente ( leiaPreservação ambiental na Educação Infantil)

Arte e música
Com os rótulos também é possível fazer arte com reciclagem de rótulos e embalagens (Veja Dicas de reciclagens) e música  com latas, latões, potes, garrafas e caixas. ( Leia Show de educação ambiental

Existem inúmeras possibilidades para utilização de rótulos e embalagens na educação, basta usar a criatividade, mas é fundamental que o (a) professor(a) aproveite a oportunidade para ensinar os alunos a terem um olhar crítico sobre o consumo dos produtos industrializados, para que a escola não se torne mais um meio disseminador do consumo desenfreado.

Por que ensinar a ler etiquetas e embalagens?
As etiquetas e embalagens são portadores de textos que cumprem a função de informar. Dizem a composição do produto, que cuidados são exigidos para seu funcionamento e manutenção, data de validade, modo de usar e de armazenar o produto... Veiculam textos escritos curtos e utilizam imagens. Ser capaz de compreender esses textos é fundamental para o exercício da cidadania e, se bem utilizados na alfabetização, podem trazer contribuições importantes também para os avanços dos alunos no processo de aquisição de procedimentos de leitor da escrita verbal e não-verbal.

Trabalhando com rótulos e embalagens:

* Esclareça que rótulo é um impresso afixado em recipíentes e embalagens de produtos, apresentando informações sobre este produto, e contendo, geralmente, a logomarca da empresa fabricante.

* Solicitar que as crianças juntem rótulos diversos e tragam para a sala de aula. 

* Montar um mural com os rótulos, realizando diversas explorações.

* Pedir que escolham um rótulo:
- Colar o rótulo em uma folha de sulfite A4.
- Circular a logomarca no rótulo escolhido.
- Destacar a letra inicial da logomarca.
- Pintar as letras do rótulo que estão no seu nome.
- Contar o número de letras contidas na logomarca do rótulo e registrar por meio de desenhos e números.
- Ilustrar para que serve o produto que continha esse rótulo.
- Com ajuda da professora, localizar a data de fabricação do produto, a data de validade, o peso líquido.
- Questionar: Para quem este texto é escrito? Todas as palavras do rótulo são escritas com o mesmo tipo de letra? Por que algumas palavras são escritas com letras maiores?

* Ao trabalhar com rótulos, é necessário que o aluno perceba não só as formas, as cores, os desenhos, mas também os nomes escritos: logomarca e nome do produto, quantidade, peso, data de fabricação e validade, etc. É importante questionar os alunos, perguntando para que servem todos os escritos e desenhos: Só para enfeitar? Existe outra finalidade? Qual? Por que precisamos ler o que está escrito? Chamar a atenção de que todas as características apontadas no texto da embalagem têm a finalidade de atrair a atenção dos consumidores para que comprem o produto.

* As embalagens, portanto, são portadoras de muitos textos e se constituem em recurso de grande valia não só para gerar atividades de leitura e de escrita, como para desenvolver o espírito crítico do aluno.

ATIVIDADES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS APÓS A EXPLORAÇÃO DOS RÓTULOS:












































Disponível em: http://rosangelaprendizagem.blogspot.com.br/2013/05/alfabetizacao-com-rotulos.html; http://www.cantinhodaeducacaoinfantil.com.br/2009/05/rotulos-e-embalagens-na-alfabetizacao.html; http://cantinho-priscila.blogspot.com.br/2011/04/atividades-com-rotulos.html; http://www.educasempre.com/2012/02/aprendendo-com-rotulos-e-embalagens.html; http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaColecaoAula.html?id=492; http://mundinhodacrianca10.blogspot.com.br/2012/09/atividades-trabalhando-rotulos.html. Acesso em: 09/10/2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário